Oferecimento:
 
 Menu
 Entretenimento
 Conteúdo
 Entrevistas
 Nossa equipe
 Anunciantes

POSTADA EM: 14/06/2016 às 15h15    POSTADOR: Karlos Alberto
Mãe morreu para salvar filho em ataque a boate gay de Orlando

 Uma noite de lazer em família terminou em mais uma das história de tragédia no último domingo em Orlando. Uma mãe morreu para salvar a vida do seu filho no ataque à boate gay Pulse. Aos 49 anos, Brenda McCool não hesitou em se atirar na frente do seu filho quando o atirador, Omar Mateen, apontou a arma para o jovem de 29 anos.

A família estava aproveitando mais uma das suas frequentes noites na casa noturna. Brenda era mãe de 11 filhos, contando com Isaiah Henderson, que estava com ela na boate. Eles costumavam sair para dançar salsa juntos e se divertir no sábado à noite. Segundo parentes, o objetivo da mãe era demonstrar que apoiava o filho homossexual.

"Brenda viu ele apontar a arma. Ela disse ‘se abaixe!’ para Isaiah e se atirou na frente dele", relatou a cunhada de Brenda, Ada Pressley, à imprensa local. "Ela morreu atingida pelos tiros. Isto era quanto ela amava seus filhos. Se não fosse por ela, ele teria sido morto".

No meio da confusão, mãe e filho acabaram se separando. Ele foi salvo por policiais que invadiram a boate e mataram Mateen. A família, então, passou a madrugada na esperança de que Brenda estivesse viva no hospital. No entanto, no fim da segunda-feira chegou a notícia de que ela havia morrido.

"Enquanto ensinamos tudo sobre a vida aos nossos filhos, eles nos ensinam o significado da vida. Abrace, incentive, reconheça e os ame incondicionalmente", escreveu Brenda em sua página do Facebook apenas dois dias antes de morrer.

Noite de alegria
Apenas duas horas antes de Marteen começar o ataque, a família de Brenda dançava alegremente na boate Pulse. O momento foi registrado em um vídeo que ela mesma publicou no Facebook logo após a meia noite.

"Ela amava dançar. Ela era altruísta e sempre doava a si mesma. Todas as crianças do bairro eram consideradas parte da sua família",  contou o ex-marido de Brenda à imprensa americana.

A mãe de 49 anos havia se mudado recentemente para Orlando. Ela já havia sobrevivido a duas batalhas contra o cancêr.

“Estou aqui deitado pensando que estava com a minha mãe há 24 horas. Isto é tão surreal”, escreveu Henderson no dia seguinte nas redes sociais. “Eu te amo, mãe”.

Agora, a família de Brenda começou uma campanha na internet para arrecadar os recursos necessários ao funeral. Em poucas horas, mais de 300 pessoas haviam doado mais de US$ 10 mil.

 

Fonte: O Globo



COMENTÁRIOS


 
LINK - ESPALHE POR AÍ!
 
.:: Mais Notícias sobre Mundo
17/05/2017 Trump pediu para ex-diretor do FBI encerrar investigação sobre Michael Flynn, diz fonte
11/02/2017 Mãe faz sexo oral em bebê e grava para vender vídeos a pedófilos
25/01/2017 Trump deve assinar decreto para construção de muro na fronteira com o México
  Curta o nosso facebook!
  Mais visualizadas
01° Parte: Veja os melhores momentos do desfile de 07 de Setembro...
Jovem comete suicídio por enforcamento em Floriano
Moraes Souza não saiu na foto de Wilson Martins, Firmino Filho, M...
Ganso pode ser vendido pelo São Paulo por R$ 15 milhões
Assistência Social faz reunião com novos beneficiários da bolsa f...

  Anunciantes

  Twitter

  Agenda

nenhum registro encontrado!

  •  https://www.facebook.com/pages/Amarantenet/151889691549793  
  •  amarantenet@live.com   

PARCEIROS


© Copyright 2003/2017, Amarantenet - Maior Portal do Médio Parnaíba - Todos os direitos reservados.