Quinta, 04 de Junho de 2020 14:26
86 99574-7256
Polícia ASSASSINATO

Marido mata mulher a facadas por causa do auxílio emergencial no Piauí

Companheiro da vítima confessou o crime e disse que a vítima não queria dividir com ele o auxílio emergencial.

21/05/2020 18h29 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação Fonte: Canal 121
Marido mata mulher a facadas por causa do auxílio emergencial no Piauí

Na noite de quarta-feira (20), uma mulher identificada como Marlene Silva Santos, de 28 anos, foi assassinada a facadas no município de Caracol, a 600 km de Teresina, na região Sul do Piauí. O marido dela foi preso e confessou o crime, afirmando que os dois haviam discutido porque ela não queria dividir com ele o dinheiro do auxílio emergencial do Governo Federal. Um amigo do companheiro da vítima, também foi preso pela PM suspeito de participar do crime.

De acordo com os policias que atenderam a ocorrência, a vítima chegou a ser atendida por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Marlene deixa três filhos pequenos.

O companheiro da vítima, identificado apenas como Leonardo, de 24 anos, se apresentou a Polícia Militar depois de ficar escondido em um matagal por duas horas. O outro suspeito preso, amigo de Leonardo, teria participado do crime. O caso será investigado pela Polícia Civil, que deve determinar qual foi a participação de cada um.

Segundo as primeiras informações, o casal estava bebendo em casa quando começaram a discutir. Em depoimento, Leonardo afirmou que a companheira não queria dividir com ele o dinheiro do auxílio emergencial. Durante a discussão, o suspeito disse que a vítima o tentou agredir com a faca, mas ele teria conseguido desarmá-la e em seguida, usou a faca para golpeá-la no pescoço. Em seguida, fugiu do local.

Leonardo foi preso ainda com a arma utilizada no crime. Os presos foram encaminhados para a Delegacia de São Raimundo Nonato.

Com informações do MN

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias