Quinta, 04 de Junho de 2020 13:18
86 99574-7256
Polícia Polícia

Polícia prende acusado de assaltar agências bancárias no interior do Piauí

Henrique Firmo fazia parte de organização criminosa desarticulada em janeiro deste ano. Com o grupo, a polícia apreendeu um vasto armamento.

21/05/2020 19h33
Por: Redação Fonte: Portal o dia
Polícia prende acusado de assaltar agências bancárias no interior do Piauí

Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu nesta quinta-feira (21) um homem identificado como Henrique Firmo de Moura, acusado de ter participado dos assaltos às agências bancárias das cidades de Joaquim Pires em dezembro do ano passado; e de Murici dos Portelas, em janeiro deste ano. Henrique foi detido em cumprimento a dois mandados de prisão preventiva.

De acordo com o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, além de Henrique, o grupo criminoso do qual ele fazia parte também contava com o apoio de mais três pessoas que já vinham sendo investigadas e foram abordadas em ações anteriores. Trata-se de Denilson Silva Coelho, Sebastião Fernandes de Oliveira – conhecido como Tião, e Maicon Vinícius Silva Regadas. Conforme apontam as investigações, eles tiveram participação direta nos roubos em Joaquim Pires e Murici dos Portelas.

“O Denilson está preso desde janeiro, quando foi pego numa ação nossa e do Bope. O Maicon reagiu à prisão na cidade dele, Joselândia, no Maranhão, e foi a óbito quando cumprimos o mandado relativo a esses crimes. O Tião ainda está foragido e nós pedimos ajuda da população para denunciar e dar informações”, explicou o delegado Tales.


Tião encontra-se foragido e a polícia pede ajuda da população para informações - Foto: Divulgação/Polícia Civil

O Greco disponibiliza o número 86 99991-0455 para denúncias e garante o sigilo absoluto de quem entrar em contato com informações.

Quadrilha tinha vasto armamento e poder de destruição

A quadrilha da qual Henrique e Denilson faziam parte foi alvo de uma mega operação da Polícia Civil piauiense em janeiro deste ano. O objetivo da ação era justamente desarticular a organização criminosa e evitar novos ataques a bancos no interior do Estado. Na ocasião, foram apreendidos fuzis que seriam usados nos assaltos e um deles foi avaliado em R$ 200 mil e o calibre de suas munições o tornavam capaz de perfurar blindagens de carros-forte e até abater aeronaves.

Todo o armamento apreendido foi colocado à disposição da Secretaria de Segurança Pública do Piauí. O fuzil M82, segundo informou o secretário Fábio Abreu na época, era uma arma que somente o Bope poderia utilizar.

 

Na ocasião, dois homens foram presos e um deles era Denilson, que se encontra detido desde então. À época, a polícia informou que o grupo criminoso se articulava para proceder com novos ataques em cidades piauienses e maranhenses. Um dos integrantes da quadrilha, Maicon Regada, era de lá.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias