Segunda, 13 de Julho de 2020 03:02
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,32 -0.374%
Euro R$ 6,01 -0.33%
Peso Argentino R$ 0,08 -0.53%
Bitcoin R$ 52.349,98 +0.637%
Bovespa 100.031,83 pontos +0.88%
Cidades Teresina

Para poder reabrir, empresas terão que assinar pacto com o Governo

Apesar do protocolo de retomada, o Governo do Estado esclareceu que as atividades econômicas não-essenciais não podem abrir suas portas nesta segunda (08).

08/06/2020 16h49
Por: Redação Fonte: PORTALODIA.COM
Para poder reabrir, empresas terão que assinar pacto com o Governo

As empresas prestadoras de serviços não-essenciais que voltarão a funcionar a partir do protocolo de retomada da economia no Piauí não podem abrir suas portas já nesta segunda-feira (08), apesar do Governo já estar trabalhando da divulgação das novas normas a serem seguidas. É que para que elas possam voltar a funcionar, os empresários terão que assinar um termo de compromisso junto ao governo se comprometendo a seguir uma série de adequações.

Leia também: Piauí - Isolamento social segue até 22 de junho; Governo prepara retomada

A informação foi divulgada na noite deste domingo (07) pelo Coordenadoria de Comunicação do Estado (Ccom) e deverá ser mais detalhada durante live com o governador Wellington Dias (PT) na manhã de hoje. No protocolo que deverá ser assinado pelas empresas constam uma série de parâmetros epidemiológicos, sanitários e econômicos.

“Qualquer empresa que deseje retomar suas atividades, somente poderá reabrir suas portas após assinar esse termo de compromisso com o protocolo. Elas precisarão ainda fazer todas as adequações necessárias e, apenas após esse processo, poderão dar início à atividade do empreendimento”, esclareceu o secretário de Governo, Osmar Júnior (PC do B). De acordo com ele, o que se inicia hoje (08) é essas adequações às normas, não a abertura das empresas.

Para acompanhar esse processo de adesão ao Pacto de Retomada Organizada (PRO), e as adequações necessárias, o Governo do Piauí criará um comitê que ficará responsável pelos pareces técnicos e regulará as medidas de restrição às atividades dos setores econômicos. A adesão das empresas poderá ser feita por meio eletrônico.

Entenda o Pacto de Retomada Organizada

O protocolo de retomada das atividades econômicas no Piauí recebeu um parecer favorável do Comitê de Operações Emergenciais (COE) que inclui órgãos do judiciário, do Executivo e representantes de entidades dos diversos setores econômicos do Estado.  Foi com base nos entendimentos destes agentes que o Governo lançou neste fim de semana o PRO (Pacto de Retomada Organizada), que congregará os protocolos de reabertura econômica no Piauí no período pós-pico da pandemia de covid-19.

O PRO prevê a retomada segura e gradual dos serviços considerados não-essenciais por meio da adequação das empresas ao protocolo geral sanitário já divulgado pelo Governo, além de garantir a coleta de informações sobre a situação da rede hospitalar do Estado e do comportamento da curva do coronavírus com a retomada dos demais setores econômicos.

O próprio governador Wellington Dias já havia frisado que, caso haja um aumento da curva que indique a disseminação mais acentuada da covid-19 em meio à reabertura, o Governo poderá voltar atrás nesse processo. Importante lembrar que o chefe do Executivo piauiense prorrogou até o dia 22 de junho o decreto de isolamento social em todo o Piauí.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias