Domingo, 05 de Julho de 2020 09:56
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,32 -0.55%
Euro R$ 5,97 -0.812%
Peso Argentino R$ 0,08 -1.053%
Bitcoin R$ 50.932,85 -0.654%
Bovespa 96.764,85 pontos +0.55%
Cidades DENÚNCIA

Ministério Público investiga prefeito Reginaldo Júnior por nepotismo

O prefeito teria exonerado no dia 30 de março, nove pessoas que ocupavam cargos comissionados, e esses cargos teriam sido preenchidos por cônjugues, companheiros ou parentes colaterais dos exonerados.

15/06/2020 14h43
Por: Redação Fonte: GP1
Ministério Público investiga prefeito Reginaldo Júnior por nepotismo

O Ministério Público do Estado, por meio do promotor Afonso Aroldo, instaurou uma Notícia de Fato, no dia 28 de maio, com o objetivo de investigar denúncia contra o prefeito de Palmeirais, Reginaldo Júnior, pela suposta prática de nepotismo na sua administração.

O prefeito teria exonerado no dia 30 de março, nove pessoas que ocupavam cargos comissionados, e esses cargos teriam sido preenchidos por cônjugues, companheiros ou parentes colaterais dos servidores exonerados.

Entre as pessoas exoneradas estão: Jânio Cesar Nunes da Silva, que atuava como secretário de gabinete, Karen Carvalho de Macedo, que atuava como secretária de Assistência Social, Alarico Pereira de Freitas, que era assessor especial, Aléssio Janssy Bonfim Borges, que era secretário de Agricultura, Leonam Matos Oliveira Filho, que era secretário de Esporte, Johnathas Nunes de Alencar, que atuava como secretário de Cultura, José Wilson Torres Ribeiro, que era gerente de habitação, Antônia Maria Alves da Silva, como gerente de convênios, e Francileide Rodrigues Viana que atuava como assessora especial.

Na Notícia de Fato o promotor Afonso Aroldo pediu que o prefeito apresente documentação para comprovar a efetiva pretação de serviço dos novos contratados, assim como os servidores que foram nomeados devem apresentar cópias de suas certidões de nascimento ou de casamento, assim como documento que demonstrem a qualificação técnica para o cargo exercido.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias