Segunda, 13 de Julho de 2020 01:41
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,32 -0.374%
Euro R$ 6,01 -0.33%
Peso Argentino R$ 0,08 -0.53%
Bitcoin R$ 52.334,01 +0.606%
Bovespa 100.031,83 pontos +0.88%
Cidades DENÚNCIA

CGU denuncia que servidores públicos receberam auxílio emergencial no Piauí

A CGU realizou cruzamento de dados e identificou as irregularidades já que uma das condições para receber o dinheiro é não possuir emprego formal.

19/06/2020 14h41
Por: Redação Fonte: cidadeverde.com
CGU denuncia que servidores públicos receberam auxílio emergencial no Piauí

De acordo com levantamento realizado pela Controladoria-Geral da União (CGU), 1.081 agentes e servidores públicos do Piauí teriam recebido pagamento do auxílio emergencial.  Entre os investigados estão agentes públicos, servidores públicos ativos, inativos e pensionistas. 

A CGU realizou cruzamento de dados e identificou as irregularidades já que uma das condições para receber o dinheiro é não possuir emprego formal.  A Controladoria-Geral da União informa que o montante pago pode chegar a mais de R$ 730 mil. 

Os servidores estaduais que receberam o auxílio seria 109. Alguns são funcionários de prefeituras. Neste caso, são 972 recebendo o auxílio de forma irregular. 

A CGU avalia a possibilidade de alguns desses servidores terem o CPF cadastrado de forma irregular. Há ainda a suspeita que muitos foram incluídos de forma automática por receberem benefícios como  o programa Bolsa Família

O auxílio emergencial é um benefício financeiro liberado pelo governo brasileiro com o objetivo de fornecer proteção emergencial à população do país neste período de enfrentamento da crise mundial causada pelo novo Coronavírus, o COVID-19. Poderão receber o auxílio emergencial do governo os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias