Segunda, 03 de Agosto de 2020 09:24
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,22 1.151%
Euro R$ 6,14 +0.582%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.262%
Bitcoin R$ 62.129,88 -1.497%
Bovespa 102.912,24 pontos -2%
Cidades Corona Vírus

Pela primeira vez, Teresina tem queda no número de infectados pelo coronavírus

Segundo a pesquisa, em Teresina foram registrados 156 mil infectados, uma queda de 6% em relação à semana anterior. Contudo, prefeito diz que momento ainda não é confortável.

08/07/2020 17h54
Por: Redação Fonte: G1 PIAUÍ
Pela primeira vez, Teresina tem queda no número de infectados pelo coronavírus

Teresina apresentou, pela primeira vez, uma queda no total de infectados pelo coronavírus, de acordo com a 12ª etapa da pesquisa sorológica realizada pela prefeitura da capital e divulgada nesta quarta-feira (8) pelo prefeito Firmino Filho (PSDB). Segundo a pesquisa, em Teresina foram registrados 156 mil infectados, uma queda de 6% em relação à semana anterior.

De acordo com a pesquisa, o número de infectados caiu de mais de 167 mil para 156 mil. Os números são de pesquisas que foram realizadas com testagem em massa para coronavírus (mais de 900 pessoas), nos dois últimos finais de semana.

Segundo o prefeito de Teresina, os dados indicam que Teresina já passou pelo pico da doença, mas a situação ainda não é confortável. Ele destacou que está mantido o fechamento do comércio durante os finais de semana de julho e adiou o retorno de novos setores, que inicialmente estava previsto para o próximo dia 13, apenas para o dia 20 de junho.

O prefeito disse que a medida está sendo tomada porque, além do número de óbitos na capital que continua alto, muitas pessoas estão desrespeitando os decretos de distanciamento social e o comércio, segundo ele, está funcionando clandestinamente no Centro de Teresina nos últimos dias.

 

“Pela primeira vez, vemos uma tendência que não é de crescimento, mas de queda. Isso mostra que já passamos pelo platô [estagnação] no número de infectados e estamos vendo uma redução. Isso é uma evidência de que o pico foi atingido entre dia 21 de junho e 3 de julho. Mas não podemos relaxar, não podemos ser irresponsáveis. Estamos fazendo um pacto para uma retomada gradual e segura, mas se não for cumprido, o poder público, de forma responsável, pode retroceder. Não temos problema com isso. Se for para preservar a vida, fazemos qualquer coisa”, disse o prefeito.

 

 

Síndromes gripais e taxa de transmissão

 

Outros dados revelaram a queda também em alguns dos índices mais preocupantes, segundo o prefeito. Dois deles são a taxa de atendimentos de pacientes com síndromes gripais, que tem apresentado redução nas últimas semanas.

"Não necessariamente são pessoas com Covid-19, mas são pessoas que procuraram atendimento com sintomas de gripes. Esses atendimentos, tanto na rede privada quanto pública têm apresentado redução", disse Firmino Filho.

Além disso, o R0 foi de 0,7. Este índice que indica a taxa de transmissão entre um paciente infectado e outras pessoas. Pela primeira vez, ele ficou abaixo de 0,8. O prefeito explicou que esse dado, quando menor que 1, indica a redução no número de infectados, o que tem acontecido na capital.

Objetivamente, o dado mostra para quantas pessoas um paciente infectado ainda está transmitindo o vírus. O objetivo é manter o R0 menor que 1.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias