Sexta, 07 de Agosto de 2020 12:19
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,44 1.746%
Euro R$ 6,41 +1.221%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.771%
Bitcoin R$ 67.070,96 -1.737%
Bovespa 103.059,49 pontos -1.02%
Cidades Corona Vírus

Governo de SP muda regras para transição de fases do plano estadual e facilita reabertura de atividades

Mudança da fase amarela para a verde só era possível se região tivesse até 60% dos leitos de UTI de Covid-19 ocupados, com a mudança, o percentual passou para um valor entre 70% e 75%. Mudanças começam a valer a partir de sexta-feira (31).

27/07/2020 16h28
Por: Redação Fonte: G1
Governo de SP muda regras para transição de fases do plano estadual e facilita reabertura de atividades

O governo de São Paulo alterou alguns critérios que determinam a transição de fases no Plano São Paulo, medida estabelecida pela gestão estadual para determinar a flexibilização da quarentena e, com isso, liberar mais atividades. As mudanças começam a valer a partir de sexta-feira (31).

G1 antecipou as alterações, são elas: taxa máxima de ocupação de leitos de UTI que permite que cidades avancem da fase amarela para a verde passou de 60% para um valor entre 70 e 75%; impossibilidade de regiões avançarem ou regredirem de fase por ponto percentual, pois foi criada uma margem de segurança; óbitos e internações para cada 100 mil habitantes passaram a ser considerados como critério de classificação das regiões; e passaram a ser necessários 28 dias de estabilidade para que uma região mude da fase amarela para a verde.

A primeira mudança anunciada pelo governo foi a criação de uma margem de erro para determinar a evolução ou regressão de uma região no plano São Paulo, sendo assim, regiões não poderão mais mudar de fase por ponto percentual. No caso das ocupação de leitos de UTI a margem de erro é de 2,5 pontos percentuais. Já os critérios relacionados com a evolução da pandemia como, por exemplo, novos casos e internações, a margem é de 0,1.

“Temos melhores critérios de estabilidade através da inclusão de margens de segurança, ou seja, por um ponto decimal a gente não vai avançar para uma fase nova, nem regredir da fase onde se encontra para exatamente trazer essa estabilidade. Isso vai estar bem descrito nas tabelas que vão ser publicadas na atualização do decreto do plano São Paulo", disse a secretária de desenvolvimento econômico Patrícia Ellen.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias