Sexta, 07 de Agosto de 2020 12:37
86 99574-7256
Dólar comercial R$ 5,44 1.746%
Euro R$ 6,41 +1.221%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.771%
Bitcoin R$ 67.070,96 -1.737%
Bovespa 103.059,49 pontos -1.02%
Cidades VACINAÇÃO

Prazo de vacinação da gripe é estendido até 31 de agosto em Teresina

Segundo o último balanço divulgado pela FMS, o grupo com menor cobertura vacinal tem sido o das mães no pós-parto, com 42,69% da cobertura vacinal.

27/07/2020 16h43
Por: Redação Fonte: GP1
Prazo de vacinação da gripe é estendido até 31 de agosto em Teresina

Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou nesta segunda-feira (27) que o Ministério da Saúde anunciou a prorrogação da Campanha de Vacinação Contra a Gripe até o dia 31 de agosto. Em Teresina, a FMS segue imunizando apenas pessoas pertencentes aos grupos prioritários da campanha, e mantém 67 salas abertas em unidades de saúde designadas para atendimentos não relacionados às síndromes gripais.

Segundo o último balanço divulgado pela FMS, o grupo com menor cobertura vacinal tem sido o das mães no pós-parto, com 42,69% da cobertura vacinal. Em seguida vem o das gestantes, com 51,02% e o das crianças, com 56,12% da cobertura vacinal.

A FMS ressalta que um dos motivos da baixa procura pela vacina seria o temor da população de ir às salas durante a pandemia. Pensando nisso, as Unidades Básicas de Saúde estão tomando uma série de cuidados para reduzir os riscos de contaminação.

A população também pode tomar alguns cuidados, como: procurar a UBS mais próxima da residência para evitar transporte público, manter o distanciamento de dois metros das outras pessoas, evitar tocar em superfícies e caso o faça lavar as mãos ou usar álcool em gel e fazer o uso de máscara.

Essa vacina não tem eficácia contra o novo coronavírus (covid-19) e sim contra a gripe, causada pelos vírus Influenza A H1N1, H3N2 e Influenza B. Neste momento, a vacinação protege a população, evitando complicações de saúde e também ajuda a reduzir o número de doentes que procuram por Unidades Básicas de Saúde e Hospitais, já bastante demandados por conta da pandemia da Covid-19.

Além das crianças, gestantes e mães no pós-parto, fazem parte dos grupos prioritários da campanha os idosos, doentes crônicos (com comprovante médico), pessoas com deficiência, adultos com idade entre 55 anos a 59 anos, professores de escolas públicas e privadas (do ensino infantil até pós-graduação), trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional e de forças de segurança e salvamento, pessoas privadas de liberdade, caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias