Domingo, 27 de Setembro de 2020 03:08
86 99574-7256
Polícia POLÍCIA

Dono do Instituto Qualifique é preso acusado de emitir diplomas falsos

O alvo é acusado de expedir diplomas falsos de cursos de graduação e de pós-graduação nos estados do Piauí, Maranhão, Pará e Amazonas.

06/08/2020 17h18
Por: Redação Fonte: GP1
Dono do Instituto Qualifique é preso acusado de emitir diplomas falsos

Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a um mandado de prisão, na manhã desta quinta-feira (6), na cidade de Timon, contra o empresário Jacobe Almeida Barbosa, acusado de expedir diplomas falsos de cursos de graduação e pós-graduação pelo Instituto Qualifique e Consultoria nos estados do Piauí, Maranhão, Pará e Amazonas.

O mandado foi expedido pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) no dia 16 de julho deste ano. Em entrevista ao GP1, o advogado Frederico França, que representa 25 vítimas do golpe, explicou que o empresário enganava os estudantes informando que os cursos eram autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

“São aproximadamente 50 vítimas, eu represento 25 vítimas do Maranhão. Ele ofertava o curso como se fosse autorizado pelo MEC e no final expedia um diploma inválido ou burocratizava para entregar o suposto diploma. São cursos presenciais que ele ofertou no Maranhão, Amazonas, Pará e Piauí. Em média 6 a 7 pessoas integravam a quadrilha”, contou.

O advogado ainda explicou que eram cobrados cerca de R$ 750 mensais pelos cursos e os alunos percebiam que se tratava de um golpe apenas no final da graduação ou pós-graduação.

“A média da parcela era de R$ 750, a gente fez um cálculo que durante dois anos o aluno gastava em média de cerca de R$ 30 mil reais. Ao final, com a expectativa de ter o diploma, não se passava de uma farsa porque o documento era inválido. O Instituto Qualifique e Consultoria ofertava pedagogia, administração, cursos em geral de graduação e pós-graduação, todos inválidos pelo MEC. Ele possuía um local, ministrava as aulas, mas no final não tinha diploma válido”, finalizou.

O empresário foi preso no centro da cidade de Timon e conduzido até a Central de Flagrantes de Timon para o cumprimento do mandado de prisão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias